quarta-feira, 28 de abril de 2010

Novas Fotos Novas

Olá pessoas,
Tava um tempinho sem postar, por alguns motivos, net, faculdade, problemas e tal, mas tenho várias fotos para serem postadas.
Pra começo de conversa, posto mais umas fotos de "Light Graffiti, Grafite com Luz".
Logo logo vem mais fotos :D
Beijos e abraços, e até a próxima !

[ Clique na foto para ampliar ]


quinta-feira, 22 de abril de 2010

Memorial Artístico, Vida e Arte

Fabrício Leal
BI em Artes – Ação e Mediação Cultural

Inicio de Tudo

Minha vida com a arte já vem de pequeno. Sempre goste de cores, criar, pintar e inventar. Todas as vezes que tínhamos que pintar algum desenho na escola, todos os meus colegas pintavam tudo alternado, olho de uma cor, boca de outra, rosto de outra, sempre fugindo do real, eu não, sempre tudo certo, rosto, boca, casa, árvore, tudo o mais próximo à realidade. Nos meus 6/7 anos, ganhei um “estojo-maleta”, daqueles que tinha lápis de cor, tinta, giz de cera, então, era o meu “xodó”, não queria largar de jeito algum, onde eu fosse levava comigo. Pintava paredes, fazia desenhos e presenteava meus pais e parentes, me sentia o artista. Quando fui crescendo, já fui criando uma mente mais evoluída em relação à arte e a criação. Percebi que arte não era somente pintar quadros e desenhar, visão que tinha quando pequeno, daí tentei descobrir outros tipos de artes. Comecei a trabalhar com vídeo, web design, design gráfico, fotografia, textos, claro que nada profissionalmente, mas na medida do possível, para que resultasse em um bom trabalho, sempre o mais criativo que eu pudesse. Já fiz alguns trabalhos de edição de vídeos, produção de apresentações, blogs, criação de logotipos, trabalhos de fotografia, entre outros. Nas aulas de artes eu era o melhor (modéstia parte), o “queridinho” da professora. Dos trabalhos de criação, os meus sempre eram elogiados, não só pela professora, mas também pelos próprios colegas. Já cheguei a “receber” dinheiro, cobrar mesmo para fazer dos outros.

Então, final de vida escolar, inicio de vestibular e faculdade, o que fazer? Sei que a minha área é a de criação, sou criativo, adoro inventar coisas, criar situações e idéias, e tenho uma imaginação fértil, então decidi optar pelas áreas de artes disponibilizadas pra estudo, mas não sabia direito qual. Sempre tive em mente PUBLICIODADE E PROPAGANDA, que tem muito a ver com o ”ser criativo”, mas não tinha condições de me manter em uma faculdade particular (até porque, até então, os cursos de publicidade e propaganda só tem em particulares). Então, e apareceu o BACAHRELADO INTERDISCIPLINAR EM ARTES, conheci o método, e suas idéias, e não teve outra, seria isso mesmo que eu ia fazer, até porque a idéia principal do BI é você ter a oportunidade de “navegar” por todas os cursos da sua área, no meu caso, as artes, e como eu já tenho um pedacinho em cada um, essa foi a melhor oportunidade. E hoje estou no terceiro semestre, dentro da área que eu sempre quis, com muitas oportunidades, de poder conhecer muitas coisas, e poder acumular uma boa quantidade de conhecimento.

Projetos Desenvolvidos

- Produção, A Concert For Life

Desde os meus 15 anos, na escola, tínhamos a idéia de montar um projeto de um “show”, mas não sabíamos como. Até q veio a idéia de um show de dublagem, com estrutura, todo organizado, com arrecadação de dinheiro, quem seria doado para uma instituição ou algum projeto beneficente. Juntamente com o professor Ivan, da disciplina de Inglês, e sem nenhuma ajuda da escola, surgiu o A Concert For Life (Um converto para a vida), que teve inicio no ano de 2005, com os alunos de 8° série ao 3° ano do Ensino Médio. Como gosto muito dessa “loucura” de produção de show, arrumar cenário, pensar e montar as bandas, vestimenta, coreografia, luzes, palco, tudo, isso pra mim é TUDO, então resolvi entrar de cabeça. Na primeira edição foi uma coisa bem trash, com o mínimo possível de estrutura, mas foi interessante para da inicio e aumentar a vontade de produzir algo melhor. No ano de 2006, na segunda edição, já fui um pouco mais ousado, aumentando mais coisas no cenário, melhorando a estrutura, e investindo em patrocínio. No ano de 2007, que foi onde me realizei. Fiz uma espécie de prêmio da musica, onde os ganhadores “tocariam ao vivo” no palco. Com mais patrocínio, e uma grande produção, fizemos um grande show, onde o povo da cidade poderia ver. Foi tão bem recebido, que montamos um DVD, fizemos varias copias, e fizemos um lançamento, onde teve mais uma vez as apresentações. A parte da ornamentação, criação do design gráfico ficou responsável por mim. No DVD, como não tínhamos investimentos para mandar profissionais para uma edição, me meti a fazer, que por sinal ficou muito digno.







- Pinturas e Desenhos

Nunca tomei algum curso de desenho e pintura, não sei desenhar muita coisa, mas arrisco, e na pintura também. Fiz um quadro com minha foto, e um desenho a mão também. Penso em fazer mais pinturas. Gosto muito, pois tranqüiliza e relaxa. Mas como sou muito “narcisista”, sempre faço algo relacionado a minha imagem.




Image Hosted by ImageShack.us



- Design Gráfico e WEB Design

Bom, em relação às artes graficas, também tem muito a ver com o projeto do "A Concert For Life", porque quem ficou responsável pela parte grafica também fui eu! Até a montagem de um blog, relacionado ao projeto.


Com isso, me veio a vontade de montar um blog. Já teve um, mas como não tinha o que por, e por falta de acesso, deixei de mão. Mas com a entrada da faculdade, a vontade voltou, e com o proposito de portifólio de trabalho, reativei o blog. Lembrando que toda amontagem do blog foi feita por mim.
- Projetos de Faculdade
Com a entrada na faculdade, há de se convir que você acabe monte projetos. No 1º semestre, montamos projetos individuais, onde cada um apresentaria seu tipo de arte. Como eu ja tinha alguns trabalhos de fotografia, e essa é a área que pretendo seguir no BI, então apresentei algumas fotos tiradas por mim em forma de video:




Bem elogiado, começei a me dedicar mais e mais a fotografia. Tirei mais fotos (http://bemparticular.blogspot.com/search/label/Fotos), e fui me aprimorando mais e mais. Depois veio o segundo semestre. montei outro projeto de acordo com uma vivência em sala de aula (no componente de Laboratório de Práticas Artisticas), onde criei uma fotoperformance (uso meu corpo como elemento presencial e em processo no ambiente, escolhendo lugares íntimos e familiares para criar dispositivos sustentados pela imagem fotográfica.), partindo da idéia da sobreposição dos movmentos descoordenados num espaço de dança (FUNCEB, escoda de Dança do Pelôrinho, Salvador-BA) onde os movimentos obrigatóriamente tem de ser coordenado! Partindo disso, fiz umas fotos de uma colega minha (Elis Paixão), desses movimentos descoordenados, montei um vídeo com as fotos, todas em Preto & Branco, com uma leve edição de cores, que representão a essa quebra também do Preto & Branco, fazendo uma ponte com a quebra do descoordenado no lugar coordenado:




Também foi muito bem recebido e elogiado. Tanto que fui convidado para apresentar na abertura de uma escola de dança de uma colega.
Bom, terceiro semestre, também estou montando um novo projeto. Só posso dizer que novamente tem a ver com fotografia e corpo, mas terá uma inovação !

Conclusão

Assim, com toda essa passagem por diversas áreas das artes, foi bom, pois pude ter noção, e acumulo de conhecimento de várias coisas. E também me ajudou muito a decidir o que realmente quero, que é a fotografia. Possoa ser que até o termino do curso eu mude de idéia, mas no momento é o que quero mesmo, é onde me encontro, onde posso passar sentimentos e sensações através da captura de um momento.

Ocorreu um erro neste gadget